Logo PCR

PCR entregará mais 1,6 km de rota ciclável ainda em 2019

18.12.19 - 15H12
PCR entregará mais 1,6 km de rota ciclável ainda em 2019

Ao todo, o Recife contará com 103 km de malha cicloviária, que representa um aumento de 330% de rotas cicláveis desde 2013

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), reafirma o compromisso com a segurança viária dos ciclistas e com o investimento em uma mobilidade sustentável. Até o fim do mês de dezembro, a capital pernambucana receberá a II Etapa da Ciclofaixa Boa Vista, com mais 1,6 km de extensão. Somados ao 0,4 km da I Etapa, a Ciclofaixa Boa Vista terá 2 km. A partir daí, o Recife passará a contar com 103 km de malha cicloviária, o que representa uma expansão de 330% em relação a 2013, quando havia 24 km.

A nova rota terá início na Rua da Aurora e seguirá pela Rua do Riachuelo, Rua do Hospício, Avenida Oliveira Lima, até a Rua João Fernandes Vieira, na imediação da Rua Joaquim Felipe. As duas etapas da Ciclofaixa Boa Vista (2 km) se conectam ao Eixo Cicloviário Camilo Simões (5,1 km), que se liga à Rota Graça Araújo (4,2 km), Rota Santo Amaro (6,2 km) e à Ciclofaixa Av. Norte (1,47 km). Juntos, os equipamentos somam 19 km de rotas cicláveis interligadas no centro do Recife.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, reafirma o compromisso da gestão com a segurança viária dos ciclistas. “Cada vez mais, a gestão afirma o compromisso com a segurança do ciclista expandindo a malha cicloviária da nossa cidade. Nas ações de mobilidade, o ciclista e o pedestre têm sido prioridade porque são os mais frágeis no trânsito”, destaca.

Para regulamentar a implantação das novas rotas, a CTTU vai realizar a manutenção de toda sinalização vertical e horizontal das vias correspondentes. Além disso, a maior parte dos percursos passará a ter velocidade regulamentada de 40 km/h onde for ciclofaixa ou 30 km/h onde for ciclorrota. É importante ressaltar que, com o objetivo de dar mais segurança viária a todos os modais, a CTTU também realizará disciplinamento dos estacionamentos existentes nas vias onde a nova rota será implantada.

Durante as semanas seguintes ao início da operação de cada novo equipamento, que acontecerão conforme o serviço de sinalização for concluído, serão destacadas equipes de agentes e orientadores de trânsito para realizar o trabalho de monitoramento e orientação nos locais. É importante ressaltar que aqueles que insistirem no descumprimento da sinalização podem ser notificados. As multas podem ser grave, em caso de estacionamento irregularmente na ciclofaixa (R$ 195,23 e 5 pontos na CNH); ou gravíssima multiplicada por 3x, se transitar na ciclofaixa (R$ 880,41 e 7 pontos na CNH).

BALANÇO – Durante o ano de 2019, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) alcançou a marca de 103 quilômetros de malha cicloviária, o que representa um aumento de 330% desde o início desta gestão. Neste ano, foram entregues mais de 45 km de rotas cicláveis e, ainda, a Zona 30 da Ilha do Leite, área de 1.090 m² com equipamentos de urbanismo tático e ciclorrotas, com a velocidade regulamentada em 30 km/h que acalmam o trânsito na localidade e garantem mais segurança viária para o ciclista e pedestres.

Categoria de Artigo