Logo PCR

Recife atinge marco de 100 km de malha cicloviária

05.11.19 - 15H19
Recife atinge marco de 100 km de malha cicloviária

Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Entrega da Ciclofaixa Santo Amaro, com 6,6 km de extensão, nesta terça-feira (5),  expressa o compromisso da gestão com uma mobilidade mais sustentável e segura para todos

Para investir na segurança viária dos ciclistas e garantir a inversão de prioridades a partir de uma mobilidade mais sustentável, a Prefeitura do Recife entregou, nesta terça-feira (5), mais 6,6 km de rotas cicláveis no centro do Recife que, somados aos 93,4 km já existentes, formam um total de 100 km de malha cicloviária, o que representa uma expansão superior a 320% na malha cicloviária existente na cidade desde 2013, quando havia 24 km. O novo equipamento é a Ciclofaixa Santo Amaro, com conexão com as rotas Norte, Graça Araújo e Camilo Simões.  A entrega acontece na semana em que o Recife sedia a Conferência Brasileira de Mudanças Climáticas, evento preparatório para a COP 25, co-realizado pela Prefeitura do Recife e pelo ICLEI, presidido na América do Sul, pelo prefeito Geraldo Julio.

A Ciclofaixa Santo Amaro tem início na Rua Frei Cassimiro, que segue pelas ruas do Pombal e Treze de Maio até se conectar com a Ciclovia Graça Araújo, na Rua dos Palmares. Da Rua Treze de Maio, a rota também segue pelas ruas Tupinambás e Barros Barreto até chegar na Avenida Governador Agamenon Magalhães. Da Rua do Pombal, a rota segue pelas ruas Pedro Afonso, Doutor João Vieira de Menezes e Araripina até a Rua da Aurora, conectando-se com o Eixo Cicloviário Camilo Simões. Desse percurso, a rota ainda segue pelas ruas Coelho Leite e Fundição até se conectar com Ciclovia Graça Araújo, na Avenida Mário Melo. A Ciclofaixa Santo Amaro terá 6,6 km de extensão.

Desde 2013, tem havido um aumento significativo da malha cicloviária do Recife, com destaque para 2019, cujo crescimento se intensificou devido ao aumento de usuários desse modal e à população, que tem demandado cada vez mais equipamentos para uso dos ciclistas. As rotas cicláveis do Recife são projetadas com base em estudos de engenharia de trânsito que avaliam os traçados mais adequados à realidade de cada local, de modo a garantir a inclusão de espaços seguros e dedicados aos ciclistas, e, cada vez mais, inclui esse modal no dia-a-dia do recifense.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, explica que a escolha do órgão para ampliar o espaço para o ciclista revela a importância dada a esse público para garantir a segurança viária dos mais vulneráveis no trânsito. "Chegar aos 100 km de malha cicloviária no Recife revela a importância que essa gestão tem com uma mobilidade sustentável e segura para os diversos modais. Esperamos, com a implantação desses equipamentos, produzir, na cidade, uma mobilidade consciente, incentivar o uso de um outro modal e formar pessoas que respeitem os espaços umas das outras no trânsito", destaca a gestora.

A fotógrafa Luisi Marques utiliza a bicicleta como principal modal e está muito satisfeita com a expansão da malha. "Achei essa nova ciclofaixa ótima, sinto mais segurança, até com o fato de a cor dela ser vermelha, chama ainda mais atenção para o respeito aos ciclistas. Assim, podemos pedalar mais tranquilos", disse.  

Para regulamentar a implantação das novas rotas, a CTTU vai realizar a manutenção de toda sinalização vertical e horizontal das vias correspondentes. Além disso, a maior parte dos percursos passará a ter velocidade regulamentada de 40 km/h onde for ciclofaixa ou 30 km/h onde for ciclorrota. É importante ressaltar que, com o objetivo de dar mais segurança viária a todos os modais, a CTTU também irá realizar o disciplinamento dos estacionamentos existentes nas vias nas quais as novas rotas serão implantadas.

Durante as semanas seguintes ao início da operação de cada novo equipamento, que acontecerão conforme o serviço de sinalização for concluído, serão destacadas equipes de agentes e orientadores de trânsito para realizar o trabalho de monitoramento e orientação nos locais. É importante ressaltar que aqueles que insistirem no descumprimento da sinalização podem ser notificados. As multas podem ser grave, em caso de estacionamento irregularmente na ciclofaixa (R$ 195,23 e 5 pontos na CNH); ou gravíssima multiplicada por 3x, se transitar na ciclofaixa (R$ 880,41 e 7 pontos na CNH).

 
Categoria de Artigo